“Amor, dedicação, aprender e doar, o outro olhar, cura coração”. (Pedro Armando Furtado Volkmann)

OS (MEUS, OS SEUS, OS NOSSOS) SABERES E O DIA DE AMANHÃ

E eu na contra-mão procuro uma indicação do rumo certo a tomar

Solução…?!

Decisão solitária de um coração abalado por peripécias sofridas das vicissitudes da vida

Nasce em mim o sentimento, de que não existe pior tormento do que aquele de manter-se indeciso,

e, entre o sul e o norte, passeia a minha sorte, enquanto espero, amargurado, que o céu, por mim, faça o trabalho.

Seria um alívio, a remissão total de um coração maltratado, escolher um caminho e por ele seguir sossegado

Eu, cavaleiro andante, errante, ferido em minha dor, aprendiz do amor, peço, com a alma em oração, o poder de doar a outro, o olhar que cura coração

Inspirado no  poema  OS SABERES E O DIA DE AMANHÃ, de Luiz Armando Furtado Volkmann

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: