Vaga a alma, toda noite, por céus desconhecidos…

Na terra, jazem, sem sentidos, o corpo e o espírito,

Ambos perdidos, nas dobras de um sonho bendito!

Quadro_Mulher com véu_by_Cristina Figueiredo


AUSÊNCIA


Suprimo, meu amado,

as longas horas em que te espero,

ardendo no fogo invisível do mais puro amor

E como a mariposa ao redor da lâmpada

ensaio minha última dança

E pelas esferas encantadas, escondidas,

vai meu espírito, livre, soberano

ao encontro da rosa mística…

Pois saibas, amante adorado,

que sobre esta terra,

somos nós como um sopro

ou a chama vacilante de uma vela,

sonho vago, que lentamente  se apaga

na mente daquele que desperta!

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: