Meus pés cansados trouxeram-me a ti! Chamei-te tanto e o mundo vasto, incerto, percorri

DESABAFO


Gerei meu assombro ao divisar teu rosto entre um açoite de lembranças

O vinho que tomei embriagou-me, mas também fortaleceu-me

Dominou-me a amargura e aborreceu-me o silêncio de um noite mal dormida!

Pensei em começar uma nova história em que fosses tu o principal personagem, mas  teus atos traíram tuas palavras…

Letargia total!

Estou cansada de rostos que se escondem sob as máscaras que não escondem nada…

Será possível, meu Deus, que não haja, neste mundo, um ser real, um ser de verdade?

Que não seja robótico, que não seja de plástico? Serão mesmo os seres todos iguais?!

Decepção!

Ó mundo, maldita fábrica humana de bonecos

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: