… + …

...PONTINHOS E MAIS PONTINHOS…


…pontinhos… e mais pontinhos… o que escrever depois de tantos pontinhos…? um poema dadaista…? concretista…? niilista… pessimista…? otimista…comunista…? socialista…? anarquista…? nunca um moralista… quem sabe um romance roseano… ou então… um manifesto superficial?… surreal…? ideal…? marginal…? anormal?… desigual? vazio… tempestade de areia que se ergue de um deserto… interior… inferior… pântano… charco… prazeres ousados… escusos… escondidos do mundo… falsas idéias… falsas palavras… pequenas… grandes mágoas… falhas… bolinho de chuva… em tarde de sol… procuro… ao cair da noite… um abrigo… um ombro amigo… protetor… um sono reparador… que nunca vem… dormito um tempo… cochilo… oscilo… entre um e outro intervalo dos programas de TV… o cochilo traz a eternidade em si… a breve eternidade cômica… trágica… de um momento… inconsciente… silêncio… imposto pelo lento (?) passar das horas… que marcam o tempo… inexistente… dormente… vou eu na contramão… das estações… ao sabor do desencanto… do destino… desatino… iminente… indiferente… com o ponto final… mil e uma interrogações… mil e uma exclamações… nenhuma explicação… consolo não há… em mais um dia que se vai… fugaz… mordaz… banal… torna-se o sentimento… coberto pela capa fina de um tormento… fonte de mistérios… reticentes… envolventes… reticências… com licença… quem poderá me informar… onde conseguirei… encontrar… soluções… possíveis… cabíveis… compatíveis… com a existência… uma pérola… um nada… uma gota de água no imenso mar… distante… amante… delirante… alma penada… de muitas formas… mutatis mutandis… mudar o que tem para mudar… tudo passa… ora… ora bolas… ora et labora…reza e trabalha… até o fim…dos dias… que ainda hão de vir… melhores então…? sabemos não… esperemos que sim… pequenas frestas de uma janela que se abre?… ou se fecha… do passado sempre presente… ausente… poema em linha reta… inacabado… estreitos pensamentos… grotescos… pesadelos… folhas secas… folhas tortas… folhas mortas… folhas em verde relva… fresca… mais adiante… pousa triste o pensar… em árvore alheia… feito ave de mau-agouro… saída de antigas… insondáveis… perdidas planícies… um andarilho à beira do rio… nada contra a corrente… o valente salmão… apenas um viajante… errante… estranho passante… caído do ninho… um filhote de passarinho… a piar… quando afinal coitadinho… aprenderás a voar…? o quê ou quem estás a esperar…? teu piar sombrio… pequenino… é… para os ouvidos do gavião doce canção… suspiro diante dos suspiros dos que fingem ou pensam amar… uma ilusão a mais… um retoque… doce… amargo para o tédio… do viver… acomodado… confinado… trancado… perdido em emoções… fingidas… à desfolhar margaridas… bem me quer mal me quer… na roda de fogo… viva… ciranda da vida… que se desfaz… ao soltar as mãos de outras mãos… lá longe… canta o moço… uma cantiga…de amor… doída… doido… canta lá o moço… algo quê…bem… não sei dizer…quem sou…? um amanhecer suave… levemente rosado… repleto de pontos… redondos… claros… escuros… medonhos… rubros… descansarei… enfim… em paz… em um dia… de chuva e sol… de sol e chuva… dentro do caixão macio… da saudade azul… lilás… que nunca se vai… nossa casa jamais está vazia… parei de chorar meus mortos… adeus… não digo mais… digo somente… olá… obrigada… te vejo já… a espera é longa… mas não infinita…

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: