Adeus infância! Foi, uma vez… passou. Recordação sobrou!

Velha Casa_Lisy Telles


Casa velha, numa rua estreita, desconsolo para os que passam!

Quem te vê assim tão triste e magoada, não imagina teu passado venturoso.

Sim, feliz, foste um dia; pintada de azul. Por teu quintal, cheio de frutas e flores, soaram risos infantis, cantaram os passarinhos, voaram as borboletas…

Casa velha de minha infância, não há mais conforto sob o teu teto, não há mais segurança entre tuas paredes, mas o piso gasto e vacilante, ainda guarda os ecos de passos antigos.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: