O Astronauta De Mármore

Nenhum de Nós

Composição: David Bowie (versão: Nenhum de Nós)

A lua inteira agora
É um manto negro
Oh! Oh!
O fim das vozes no meu rádio
Oh! Oh!
São quatro ciclos
No escuro deserto do céu…

Quero um machado
Prá quebrar o gelo
Oh! Oh!
Quero acordar
Do sonho agora mesmo
Oh! Oh!
Quero uma chance
De tentar viver sem dor…

Sempre estar lá
E ver ele voltar
Não era mais o mesmo
Mas estava em seu lugar…

Sempre estar lá
E ver ele voltar
O tolo teme a noite
Como a noite
Vai temer o fogo…

Vou chorar sem medo
Vou lembrar do tempo
De onde eu via o mundo azul…

Hum! Hum! Hum Hum! Hum!…

A trajetória
Escapa o risco nú
Uh! Uh!
As nuvens queimam o céu
Nariz azul
Uh! Uh!
Desculpe estranho
Eu voltei mais puro do céu…

A lua o lado escuro
É sempre igual
Al! Al!
No espaço a solidão
É tão normal
Al! Al!
Desculpe estranho
Eu voltei mais puro do céu…

Sempre estar lá
E ver ele voltar
Não era mais o mesmo
Mas estava em seu lugar…

Sempre estar lá
E ver ele voltar
O tolo teme a noite
Como a noite
Vai temer o fogo…

Vou chorar sem medo
Vou lembrar do tempo
De onde eu via o mundo azul…

Estar lá!
E ver ele voltar
Não era mais o mesmo
Mas estava em seu lugar
Sei que estar lá
E ver ele voltar
O tolo teme a noite
Como a noite
Vai temer o fogo…

Vou chorar sem medo
Vou lembrar do tempo
De onde eu via o mundo azul…

Larará! Larará!

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: