Mutatis mutandis…

 

– Que belo canto o deste sabiá! Onde estará?

A moça levantou-se e dirigiu-se å janela, postando os olhos nas folhagens do velho carvalho. Mas o que viu, espantou-a… na ponta de um dos galhos, não cantava um sabiá, mas sim um rato branco e minúsculo, que empolgado com sua voz canora e seu repertório passarinheiro, tentava criar asas e alçar vôo!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: