Erros nossos, fatais, de cada dia!

Imagem de uma mulher em oração à entrada de um templo na Índia

 

 

ORAÇÃO


Dá-me nos nervos

a inércia dos seres!

Parece não haver sangue a correr-lhe

nas veias…

O fogo do amor

esmorece

A falta de cuidado, o tato… o descanso

Soltamos as mãos de nossas crianças

e as deixamos a vagar à vontade

à beira do precipício

Um passeio ao inferno

com promessas de paraíso

Erros fatais de nosso cotidiano

Temo cair nas mesmas armadilhas em que caem tantos

E encher novamente de pranto os olhos meus

Livra-me, ó Deus, da cegueira gritante, constante

Dá-me uma voz ativa

Uma língua amiga

E um coração amante

E ainda mãos firmes para retirar as pedras e os espinhos

Ao longo do caminho!

Cria-me asas nos pés

pra que eu voe para longe do pecado da omissão

Erros fatais de nosso cotidiano

A tristeza da perda poderia ser muitas vezes evitada

Ou ao menos aliviada

Se não fossemos tão insolentes, tão convenientes


 

http://www.voyagesphotosmanu.com/oracao_india.html

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: