No fim da linha do arco-iris existe um cantor de blues!


FRONTEIRAS

Havia um compasso de espera
Um tanto estranho
Fronteiras de silencio 
Demarcam o tempo
Onde estou eu nessa estrada?
Caminho desatento
De encontro ao vento
Desalento 
Iludo meu coração
Afogado em solidão 
Hummm.. hummmm
Um blues baixinho 
Ressoa em meus ouvidos
Onde estará o cantor?
Alma aprisionada
Agonia-se com o lerdo passar das horas
Caminho desatento 
De encontro ao vento
Fronteiras de silencio e solidão
Demarcam meu coração
No fim da linha do arco-iris
Perde-se a voz do cantor de blues 


  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: